Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

24 agosto 2014

Reforma partidária

O Brasil precisa de uma reforma partidária. De um lado, os populistas, centralizadores, defendendo as conquistas da ditadura getulista, culpando o governo anterior por todos seus erros, buscando em todos os problemas uma conspiração internacional estadunidense-americana. Esse povo se abriga no PT e dispersa nos outros partidos de esquerda, mas merece uma instituição coesa, com liderança gaúcha.

Do outro lado os espumantes, vendo comunista embaixo da cama, pedindo um golpe militar a cada caso de corrupção real ou inventada. Esse povo anda meio sem casa, ficou desacreditado pela posição em relação à ditadura militar, então se espalha nos demais partidos, causando confusão ideológica. Devia ter seu próprio partido, com liderança carioca naturalmente.

No meio os democratas, um pouco liberais ingleses, um pouco socialistas franceses, um pouco desenvolvimentistas americanos, mas sem muito exagero. Café, com leite. Feijão, com arroz. Filé, com salada. Farofa, com couve. Um partido enraizado na Gerais. Sem a faina de carregar bandeiras oposicionistas, fica melhor.

O eleitor paulista escolhe um dos 3 e decide quem governa o país. Sugiro até os nomes para as agremiações: Partido Trabalhista Brasileiro, União Democrática Nacional, e Partido Social Democrático.

Pensando bem, deixa como está.
Postar um comentário