Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

24 novembro 2010

Tropicalismo científico?

Não entendi o tal "Manifesto da Ciência Tropical" do Miguel Nicolelis que está levantando poeira na web. São 15 pontos defendendo mais gastos do governo com ciência e tecnologia. Uns redundantes ou óbvios, outros pouco concretos, e alguns obscuros ou bem viajantes. Alguns mais outros menos relevantes, e de forma geral apontando na direção de maiores esforços em pesquisa e não do ensino, da tecnologia e não das humanidades. Como os recursos totais - o número de cientistas capazes de fazer trabalho de qualidade -  são em primeira aproximação constantes, cientistas que pesquisam mas não ensinam significa menos gente ensinando - e portanto um crescimento ainda mais lento no número de cientistas. Por outro lado, julgando pela quantidade de lixo que as faculdades de filosofia e ciências sociais mandam, as tais cidades marítimas e espaciais podem não ser tão absurdas.

Deve-se dar um desconto pela fonte onde apareceu, um tal de Viomundo. Aparentemente mais um daqueles blogs aparelhados com dinheiro meu e seu, consultores ilicitados da TV Brasil, da Petrobrás, e de outras estatais. Esses blogs empregam jornalistas que têm menos medo de arriscarem a reputação duramente conseguida do que de arriscarem a poupança nesses tempos incertos para a rentabilidade dos meios de comunicação tradicionais. No caso, um Sr Luiz Carlos Azenha, que consta na wikipedia uma vez ter perguntado, meio por acaso, se o Gorbachev viria ao Brasil.

Provavelmente, o cientista tem pensamentos mais organizados do que os que saíram no dito blog. Não deixa de ser curioso que tanta gente esteja linkando para um entrevista que diz quase nada.
Postar um comentário