Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

02 novembro 2010

Previsões

Primeira previsão: os comentaristas políticos vão continuar dizendo abobrinha. Com isso, fico liberado para  fazer previsões que podem no futuro se mostrarem erradas. A diferença é que esse blog fica arquivado, portanto vocês três aí que estão lendo poderão se quiserem conferir minhas previsões e dizerem: "o Pait errou!" Já quem vive de fazer previsão do tempo, do futebol, ou da política, prefere apagar os rastros.

Segunda previsão: o governo Dilma não será forte. Os tucanos ficaram mais fortes que o PT nos estados, especialmente nos estados pagadores de impostos. A sustentação política do governo terá que vir do congresso, onde nenhum partido tem maioria. Enquanto as coisas andarem bem, não haverá muito problema. Quando ocorrerem dificuldades, a quem Dilma poderá recorrer?

1 - A direita apoiou 11 de cada 10 governos nos últimos séculos. Só que a direita malufista acabou - estou pensando naquele partido que mudou de nome uma dúzia de vezes mas manteve o número, como um presidiário. Os conservadores que sobraram fizeram uma campanha nojenta, não vão poder apoiar esse governo.

2 - Os verdes só fizeram uma boa bancada no estado de S Paulo, que não tem peso no congresso. De qualquer modo os verdes estão divididos - entre os verdes maduros, que queriam apoiar Serra, e os verdes verdes, que querem se manter à margem, superiores a tudo, mais ou menos como o PT fazia antes de se projetar em verdadeira grandeza.

3 - A esquerda está atiçada. Quer sangue. Vai ter que se contentar com cargos e dinheiro. Podem esperar mais contratos sem licitação para o braço armados do PT, como a Fox News Carta Capital. Institucionalmente, contam pouco.

4 - O centrão. O PMDB, extinto em S Paulo, vai apoiar o governo. Em troca de grana. Muita grana. Se faltar dinheiro, vai faltar apoio.

5 - Em caso de crise, só sobram...... os tucanos. Não é impossível. Os grupos que disseram as coisas mais nojentas contra a Dilma não eram do PSDB, pelo menos não tucanos históricos. Já o PT fez uma campanha asquerosa começando com o Lula e continuando pela imprensa chapa branca. Dilma não se envolveu pessoalmente, mas não será fácil construir essa ponte, a não ser em caso de crise grave.

Em resumo, até haver dificuldades, o governo Dilma irá caminhando. De onde poderão vir os problemas? Outro dia especulo.
Postar um comentário