Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

30 janeiro 2014

Faculdades de curta duração nos EUA

A reportagem da Fapesp com título "Faculdades de curta duração têm papel de destaque nos EUA" contém um certo número de imprecisões que podem confundir o leitor e dar uma impressão enganosa sobre o ensino superior nos EUA. O assunto é importante e vale a pena fazer as correções necessárias, motivo pelo qual enviei a correspondência abaixo ao ilustre pesquisador através de seu blog. À parte esses 3 pontos mais importantes, há também na reportagem da Fapesp outras afirmações polêmicas ou cuja justificativa é duvidosa, mas me parece que os parágrafos abaixo indicam os pontos onde a interpretação do texto pode conduzir aos maiores erros.

Prezado Prof Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes,

Li reportagem da Fapesp a respeito de sua pesquisa e notei alguns pontos que podem conduzir a interpretações imprecisas.

Um deles é a menção ao custo de Harvard como exemplo de elitização. Pelo contrário, são justamente as universidades mais endinheiradas como Harvard que admitem estudantes sem considerar a capacidade financeira - Yale, Harvard, e outras escolas ricas oferecem bolsas a todos os alunos admitidos que não tenham possibilidade de arcar com os custos do estudo.

Outro ponto é a classificação entre escolas privadas, escolas públicas, e escolas com fins lucrativos. Embora essa categorizarão seja comum no sistema de ensino brasileiro, agrupar universidades estaduais e community colleges dá uma impressão incorreta do sistema norte-americano. As grandes universidades estaduais são muito mais semelhantes às universidades privadas do que aos community colleges.

E existem também os liberal arts colleges, que se dedicam mais ao ensino que à pesquisa, mais uma vez destoando da classificação apresentada. Estas instituições oferecem cursos de 4 anos e uma educação muito semelhantes às universidades de pesquisa, e incluem diversas escolas que só podem ser consideradas de elite, por exemplo Swarthmore College ou Amherst College. Tenho a impressão que na estatística citada no artigo, segundo a qual os community colleges, com cursos de 2 anos, recebem mais da metade dos calouros, os 4 year colleges não associados a universidades foram incluídos com os community colleges de 2 anos, o que é um erro.

Recomendo a atenção a esses pontos que podem confundir o leitor, prejudicando o entendimento do estudo e diminuindo seu impacto. Sinceramente, F Pait pait@usp.br
Postar um comentário