Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

10 abril 2013

Fazendo as contas

E. O. Wilson escreve que para ser um grande cientista não é necessário saber muita matemática. É um raro caso no qual Paul Krugman concorda com algo que saiu no Wall Street Journal. Vou dar minha opinião também, discordando. Wilson está certo ao afirmar: "para cada cientista, existe uma disciplina para a qual o seu nível de competência matemática é suficiente para alcançar excelência." O melhor exemplo para os engenheiros elétricos é Faraday.

O princípio de Wilson é correto como tautologia: sem a competência matemática necessária em sua disciplina, o indivíduo em questão não é um cientista. Como disse Tartakower, alguma parte de um erro sempre está certa.

Vale aqui contar a história apócrifa do professor de matemática explicando para um estudante que a álgebra salva milhares de vidas todos os anos. "Como?" pergunta o estudante, incapaz de entender a relevância das abstrações matemáticas para suas ambições de se tornar um profissional bem sucedido.

"A álgebra impede que imbecis como você, incapazes de raciocinar abstratamente, se formem engenheiros ou médicos."
Postar um comentário