Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

18 abril 2010

iPhone no Brasil?

Diz a Folha que há planos para fabricar iPhone no Brasil (vou por o texto num comentário). O interessante do artigo é a burocracia que o governo cria para conceder isenções e benefícios para a montagem do hardware, uma atividade de baixo retorno que gera poucos empregos de qualidade medíocre, e nenhum ganho científico ou tecnológico.

Enquanto isso, há infinitas possibilidades de uso de dispositivos de internet portáteis nas mais variadas aplicações médicas, educativas, recreativas, e industriais. O desenvolvimento de software usando smartphones pode ser feito por pequenas empresas, com baixo risco e grandes retornos potenciais, criando empregos lucrativos e intensivos em tecnologia.

Não falta capacidade e iniciativa para os engenheiros do Brasil, especialmente para estudantes de engenharia. Eu sei disso porque todo ano proponho diversos projetos de desenvolvimento usando iPhone e Android. Os obstáculos? O alto preço dos equipamentos, que multiplica o investimento e diminui o mercado; e a dificuldade e demora das importações. São barreiras artificiais criadas pelos protecionistas, desenvolvimentistas, bulionistas, e outros istas encastelados nas burocracias do governo e da academia. Com o pretexto tolo de "proteger o mercado consumidor brasileiro," ou de "acumular divisas," a mentalidade protecionista bloqueia o avanço tecnológico no Brasil.
Postar um comentário