Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

14 janeiro 2010

Ainda os caças

Ainda não encontrei uma explicação sobre para qual a necessidade que o Brasil tem dos tais caças. Parece que para as forças armadas qualquer um serve e pode comprar o mais barato, ou seja, o que importa é ter os caças para dizer que tem, não o que eles são capazes de fazer. Já para o governo a decisão é política, ou seja, importa o relacionamento com quem fabrica os caças, não os aviões em si. Não sei qual marca será escolhida, mas arrisco uma previsão: só vamos receber a metade da encomenda de 3 dúzias de aviões. A outra metade será paga pelo contribuinte mas não entregue. A força aérea vai receber uma dúzia e meia de aviões, que vão ficar acumulando ferrugem.
Postar um comentário