Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

04 outubro 2009

Distribuição do Enem deve ser eletrônica

Aparentemente o furto do provão do colegial ocorreu durante a distribuição. O problema é que a distribuição em papel é lenta, abrindo uma janela de tempo com muitas oportunidades para o roubo low tech, como parece ter acontecido. A solução é simples: as provas podem ser distribuídas eletronicamente minutos antes do início das provas e impressas nos locais de realização. Qualquer atraso pontual pode ser resolvido localmente. A distribuição não precisa ser feita de forma segura: uma vez iniciada, a prova pode até ser divulgada para o público em geral. O trabalho de logística - distribuição de papel e tinta, instalação de impressoras e rede nos locais de prova - deixa de ser crítico para o sigilo da prova, e só pode se tornar mais econômico. O único ponto onde a segurança continuaria fundamental é na elaboração da prova, que parece não ter sido comprometida. Substituir o tal "consórcio" do qual os jornais estão falando por um sistema eletrônico é uma boa oportunidade de negócio para engenheiros empreendedores.
Postar um comentário