Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

02 fevereiro 2015

Crise moral: ninguém mais quer trabalhar

Para José Renato Nalini, desembargador, presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, o País vive “uma crise global, declínio dos valores”. Pois é, ninguém mais quer trabalhar. De fato:

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) vai reduzir pela metade o número de sessões. Em vez de trabalhar uma vez por semana, as sessões serão agora a cada 15 dias. A desculpa, segundo o presidente José Renato Nalini, é diminuir o consumo de água e energia na sede do Judiciário.
Postar um comentário