Atendendo a algumas respostas apreciativas e inúmeras ignorativas, aqui está......

30 agosto 2010

Bolha imobiliária, filósofo pró-ditadura.....

Intervalozinho para ler o jornal. Evidência de bolha no mercado de imóveis: a manchete "Veja como pegar carona no boom imobiliário". Quando o leitor procura na Folha as dicas de como entrar na farra, é sinal de ressaca.

Professor de zizekologia da USP propõe ditadura eleita: "O Brasil deve ter o único Parlamento no mundo em que é impossível a um partido ter a maioria absoluta das cadeiras... Só seria possível mudar tal situação através de uma reforma política que permitisse situações eleitorais nas quais o vencedor leva tudo... o verdadeiro desafio democrático consiste na criação ... de conselhos populares."

Pode-se fazer objeções a vários aspectos do argumento do filósofo. O primeiro é factual: há poucos países democráticos nos quais algum partido consegue maioria absoluta no parlamento. Estados Unidos, Japão, às vezes a Inglaterra. Na Europa continental, as maiorias em geral se formam por coalizões, como no Brasil. Munido de sua profunda ignorância, o filósofo seguidor de Zizek faz a proposta absurda: eliminar a oposição. O partido que tiver mais votos ocupa todas as cadeiras no parlamento. Pelo menos até a próxima eleição, se houver. A maioria dos eleitores, que ficariam sem representação, podem até tentar ser ouvidos através dos sovietes. Se alguém conhece o acadêmico Vladimir Ilitch Safatle, por favor sugira que ele leia os Federalist Papers!
Postar um comentário